Amanhecer-se

Esvaziar-se
Dizer adeus
sem querer partir
Abandonar-se

Mergulhar
nas sombras
desse vazio
Desencantar-se

Ir ao encontro
do próprio
espelho
Desiludir-se

Trazer à tona
Brilho
nefasto
do desengano

Triste poente
que irrompe
inerte
a madrugada

Chama
de vela
Iluminando
a escuridão

Saber-se só
Dona de si
e assim
bastar-se

Resplandecente
Nessa
urdidura
Amanhecer-se.

One thought on “Amanhecer-se

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

ARCHIVO AVOADOR

Onde se aluga opiniões, ideias e inspirações...mas nunca a Neide! Sum, cogito et bombulo.

Quadrinheiros

Quadrinhos e cultura pop com diversão e rigor

TraduAgindo

Formação política para a emancipação humana!

:

Estúdio de Tradução

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Historia de la traducción literaria en Uruguay

Grupo de investigación (CSIC-883369) - Universidad de la República, Uruguay

Revista do Globo

Magazine de Atualidade Mundial: Quinzenário de Cultura e Vida Social - signaes graphicos desde 5-1-1929 até 17-2-1967

Oceano de Letras

Just another WordPress.com site

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Sangue da Forja

Escritos da Arte Sábia Tradiconal.

TE DESCREVI

"em alguns pensamentos soltos"

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

life's adventure world 🌍.

I PREFER SHORT POSTS

Cachorro Magro?

Cachorro magro não tem fome, tem necessidade.

phenobilities

thoughts on phenomena & (im)possibilities

Devaneios e Poesias

Devaneios, poesias, literatura e cultura geral

Create your website with WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: